Make your own free website on Tripod.com

A COLAGEM

OBJETIVO : Comunicar uma mensagem ou o resultado de uma reflexão de forma criativa, usando revistas, jornais, etc.

MATERIAL :Revistas, jornais, tesoura, cola, pincel atômico, etc...

DESENVOLVIMENTO : O animador explica o que é a colagem: é um cartaz feito por diversas pessoas, com recortes, fotos, ou outros, para comunicar o que pensam estas pessoas sobre determinado tema. O grupo de 5 a 8 pessoas discutem o tema. buscam fotos, recortes, letras de jornais e outros para expressar o que discutiram. Colam tudo na cartolina. As deferentes colagens são apresentadas em plenária e dizer o que cada colagem quis dizer. As pessoas que fizeram a colagem podem complementar as interpretações, se for preciso.

 

CRUELDADE


Objetivos:
Ao mesmo tempo em que as pessoas se descontraem, observar a importância do respeito ao outro.

Material:
Papel e lápis para todos.
Como Fazer:
1- O coordenador da dinâmica explica que cada um terá que elaborar uma prova ridícula e aborrecida para um dos companheiros do grupo.
2- Explica que tipo de coisas podem ser propostas.
3- Uma vez escritas as provas, o líder recolherá os papéis e, muito "cruelmente", anunciará que foi modificado o regulamento do jogo, sendo que cada um terá que realizar a própria prova.

Observação:
O coordenador da dinâmica poderá substituir a realização das provas por uma análise de como cada um se sentiu ao saber que havia sido alterado o regulamento.


--------------------------------------------------------------------------------

DINÂMICA DO CASTIGO


Material:
Papel e caneta.
Como Fazer:
1- Distribui-se um pedaço de papel para cada pessoa.
2- Diz a todos o seguinte: Somos todos irmãos não é? Portanto, ninguém aqui vai ficar chateado se receber um castigo do irmão. Então vocês vão escolher uma pessoa, e dar um castigo à ela.
3- Isso será feito da seguinte forma: no papel deverá ser escrito o nome de quem vai dar o castigo, o castigo em si e o nome de quem vai realizar o castigo.
4- Após recolher todos os papéis o animador fala o desfecho da dinâmica:

Acontece que o feitiço virou contra o feiticeiro, portanto quem deu o castigo é que vai realizá-lo.


Observação:
Caso a pessoa não queira realizar o castigo ela receberá um castigo do grupo todo.

Conclusão:
Nesta dinâmica a mensagem que passa é: O que não queremos para nós, não desejamos para os outros.


--------------------------------------------------------------------------------

DINÂMICA DO TUBARÃO


Material:
Um local espaçoso.
Como Fazer:
1- O animador explica a dinâmica: imaginem que agora estamos dentro de um navio, e neste navio existem apenas botes salva-vidas para um determinado número de pessoas, quando for dita a frase "Tá afundando", os participantes devem fazer grupos referentes ao número que comporta cada bote, e quem ficar fora do grupo será "devorado" pelo tubarão (deve ser escolhida uma pessoa com antecedência).
2- O número de pessoas no bote deve ser diminuído ou aumentado, dependendo do número de pessoas.

Conclusão:
Responde-se às seguintes perguntas:

1) Quem são os tubarões nos dias de hoje?

2) Quem é o barco?

3) Quem são os botes?

4) Alguém teve a coragem de dar a vida pelo irmão?


--------------------------------------------------------------------------------

ACENDER E APAGAR


Material:
Uma caixa de fósforos e dez velas para cada equipe, latas de conserva cheias de areia para se colocar as velas, um apito ou sino para o animador.
Como Fazer:
1- O animador divide o grupo em duas equipes, que se organizam em filas paralelas, atrás da linha de partida.
2- Em frente a cada equipe, colocam-se as velas, cobrindo o percurso que vai desde a linha de partida até a meta (15 metros).
3- O primeiro integrante de cada fila recebe uma caixa de fósforos. A um sinal do animador, correm a acender as velas.
4- Acendida a última, cada qual volta para sua fila e toca no ombro do segundo participante. Este corre a apagar as velas.
5- Ao terminar, volta para sua fila e toca no ombro do terceiro. Este corre e faz o mesmo que o primeiro participante.
6- O exercício continua assim até que a fila inteira participe. Ganha a equipe que terminar primeiro.

Conclusão:
Para meditar: Para que serviu a experiência?


--------------------------------------------------------------------------------

CARTA DE DESPEDIDA


Objetivos:
Avaliar o momento concreto que esta sendo vivido pelo grupo através da verbalização das emoções.

Material:
Papel e caneta para cada um.

Como Fazer:
1- Cada participante escreverá numa folha uma carta de despedida do grupo.
2- Nessa carta, deve comentar:
a) o como está se sentindo em relação ao grupo,
b) o que estava sendo o mais importante,
c) se estava gostando ou não,
d) do que não estava gostando,
e) se vai sentir saudade... por quê?
3- O que mais quiser acrescentar.
4- Depois, as cartas são lidas em voz alta, pela própria pessoa que escreveu ou então, trocando-se os leitores.
5- Lidas todas as cartas, pode-se conversar sobre o rumo que se deve dar ao grupo para resolver o problema que se está enfrentando.


--------------------------------------------------------------------------------

TERREMOTO


Objetivos:
Pensar coletivamente, não ser egoísta.

Participantes:
Devem ser múltiplos de três e sobrar um. Ex: 22 ( 7x3 = 21, sobra um)

Material:
Espaço livre para que as pessoas possam se movimentar, mas quanto menor o espaço mais trombadas.

Como Fazer:
1- Dividir em grupos de três pessoas, lembre-se que deverá sobrar um.
2- Cada grupo terá 2 paredes e 1 morador.
3- As paredes deverão ficar de frente uma para a outra e dar as mãos (como no túnel da quadrilha da Festa Junina), o morador deverá ficar entre as duas paredes.
4- A pessoa que sobrar deverá gritar uma das tres opções abaixo:
a) MORADOR!!! - Todos os moradores trocam de "paredes", devem sair de uma "casa" e ir para a outra. As paredes devem ficar no mesmo lugar e a pessoa do meio deve tentar entrar em alguma "casa", fazendo sobrar outra pessoa.
b) PAREDE!!! - Dessa vez só as paredes trocam de lugar, os moradores ficam parados. Obs: As paredes devem trocar os pares. Assim como no anterior, a pessoa do meio tenta tomar o lugar de alguém.
c) TERREMOTO!!! - Todos trocam de lugar, quem era parede pode virar morador e vice-versa.
5- Repetir até cansar.

Observação:
NUNCA dois moradores poderão ocupar a mesma casa, assim como uma casa também não pode ficar sem morador.

Conclusão:
1- Como se sentiram os que ficaram sem casa?
2- Os que tinham casa pensaram em dar o lugar ao que estava no meio?
3- Passar isso para a nossa vida: Nos sentimos excluídos no grupo? Na Escola? No Trabalho? Na Sociedade?


--------------------------------------------------------------------------------

ROMANCE


Objetivos:
Oferecer um momento de descontração e, ao mesmo tempo, trabalhar a criatividade dos participantes.

Material:
Lápis e papel para cada um e a lista de perguntas para o coordenador da dinâmica.

Como Fazer:
a) Cada participante receberá um pedaço de papel a lápis.
b) A todos se pedirá que escrevam, em ordem, o seguinte (é bom que se escreva o número de cada pergunta):
1. um nome
2. um lugar diferente
3. uma idéia
4. um espaço determinado
5. um desejo
6. um número
7. sim ou não
8. uma cor qualquer
9. uma medida
10. um hábito
11. uma certa soma de dinheiro
12. uma virtude
13. uma canção
14. nome de uma cidade
c) Assim que todos tiverem terminado esta parte, o líder começará a fazer as seguintes perguntas a cada participante.
d) À pergunta 1, vai eqüivaler o que estiver escrito na primeira linha da parte do exercício.
e) Perguntas:
1. qual é o nome do seu noivo(a)
2. onde se encontraram pela primeira vez?
3. que idade ele(a) tem?
4. quanto tempo namoraram?
5. quais são os seus propósitos?
6. quantas declaração de amor você recebeu?
7. é convencido(a)?
8. qual a cor dos seus olhos?
9. que número de sapato calça?
10. qual é o seu pior defeito?
11. quanto dinheiro tem para gastar com ele?
12. qual é a sua maior virtude?
13. que canção você gostaria de escutar no seu casamento?
14. onde vocês vão passar a lua de mel?
Observações:
Esta lista pode ser aumentada ou modificada, dependendo do tipo de participantes.


--------------------------------------------------------------------------------

MEUS SENTIMENTOS


Objetivo:
Apresentação e entrosamento

Material:
: Papel e lápis de cor

Como Fazer:
a) Cada um deve retratar num desenho os sentimentos, as perspectivas que têm.
b) Dar um tempo para este trabalho individual que deve ser feito em silêncio, sem nenhuma comunicação.
c) Num segundo momento as pessoas se reúnem em subgrupos e se apresentam dizendo o nome, de onde vem, mostrando o seu desenho explicado-o.
d) O grupo escolhe um dos desenhos para ser o seu símbolo apresentando-o e justificando.
e) Pode-se também fazer um grupão onde cada um apresenta mostrando e comentando o seu desenho.

Palavra:
Fl. 1,3-11 e Salmos 6


--------------------------------------------------------------------------------

MARCHA OU PONTO


Objetivo:
Oração, pedido de perdão, preces, revisão de vida...

Material:
Uma folha branca com um ponto escuro ou mancha, bem no centro da mesa.

Como Fazer:
a) Mostrar ao grupo a folha com o ponto ou mancha no centro.
b) Depois de um minuto de observação silenciosa, pedir que se expressem descrevendo o que viram.
c) Provavelmente a maioria se deterá no ponto escuro. Pedir, então, que tirem conclusões práticas.

Exemplo:
Em geral, nos apresentamos nos aspectos negativos dos acontecimentos, das pessoas, esquecendo-nos do seu lado luminoso que, quase sempre, é maior.

Palavra:
1Cor 3,1-4 e Salmos 51


--------------------------------------------------------------------------------

IDENTIFICAÇÃO PESSOAL COM A NATUREZA


Objetivo:
Auto conhecimento e preces.

Material:
Símbolos da natureza, papel e caneta.

Como Fazer:
a) Contemplação da natureza. Cada um procura um elemento na natureza que mais lhe chama a atenção e reflete: Porque o escolhi? O que ele me diz?
b) Formação de pequenos grupos para partilha.
c) Cada pequeno grupo se junta com o outro e faz uma nova partilha. O grupo escolhe um como símbolo e formula uma prece.
d) Um representante de cada grupo apresenta o símbolo ao grupo, fazendo uma prece.

Palavra:
Gênese 1,1-25


--------------------------------------------------------------------------------

QUEM SOU EU? (2)


Objetivo:
Conhecimento pessoal.

Material:
Papel e caneta.

Como Fazer:
a) Refletir individualmente:

- A vida merece ser vivida?

- Somente a vivem os que lutam, os que querem ser alguém?
b) Escrever numa folha:

- Quem sou eu? (enumerar seus valores, qualidades e defeitos).

- O que eu quero ser? (escrever o que quer com a vida, os seus objetivos e ilusões).

- Como atuo para chegar no que quero?
c) Terminada a reflexão pessoal, formar grupos para partilhar.
d) Avaliação:

- Como cada um se sentiu ao se comunicar?

- E depois da dinâmica?

Palavra:
Gênese 1,26-31 e Salmos 139


--------------------------------------------------------------------------------

O OUTRO LADO


Objetivo:
Ver o objetivo comum do grupo. Processo de comunhão e união. Análise da realidade. (Não dizer o objetivo da dinâmica)

Como Fazer:
a) O coordenador pede a todos que se coloquem no fundo da sala ocupando toda parede.
b) Pede silêncio absoluto, muita atenção para a ordem que vai ser dada e que sejam rigorosamente fieis a ela. Deve manter silêncio durante a dinâmica.
c) A ordem é a seguinte: Vocês deverão procurar, como grupo, atingir o outro lado da sala, da forma mais rápida possível e mais eficiente.
Repete-se a ordem várias vezes.
d) O coordenador dirá que a ordem não foi cumprida, pede ao grupo que recomece. Repita a ordem várias vezes, pedindo que haja silêncio.
NOTA:
É bom que haja obstáculos pelo meio da sala (cadeiras...) dificultando a passagem.
Ele (o coordenador) considerará a tarefa cumprida quando julgar que o grupo se aproximou do ideal alcançando o outro lado unido, obedecendo ao ritmo um dos outros, tendo incluindo todos na travessia.

Comentários:
1. Como cada um se sentiu?
2. Quem se sentiu esmagado e desrespeitado?
3.Quem mais correu ou empurrou?
4. De que forma as lideranças foram se manifestando???
5. Houve desistência no meio do caminho?
6. Surgiram animadores???

Palavra:
1Cor 12,12-27 e Salmos 133


--------------------------------------------------------------------------------

ESPELHO


Objetivo:
Partilha dos sentimentos.

Material: Uma caixa e um espelho.

Como Fazer:
a) O ambiente deve ser silencioso.
b) Cada um deve pensar em alguém que lhe seja muito importante, a quem gostaria da atenção em todos os momentos, alguém que se ama de verdade, que merece todo cuidado.
c) Entrar em contato com essa pessoa e pensar os motivos que os tornam tão amada.
d) Deixar tempo para interiorização.
e) Agora cada um vai encontrar a pessoa que lhe tem um grande significado.
f) Cada um em silêncio profundo se dirige até a caixa, olha a tampa e volta em silêncio para seu lugar.
g) Depois se faz a partilha dos próprios sentimentos, das reflexões e conclusões de cada um.

Palavra: Lc 12.1-3 e Salmos 131


--------------------------------------------------------------------------------

NÚMEROS


Objetivo:
Conhecimentos pessoais.

Material:
Cartões com números diferentes.

Como Fazer:
a) Cada participante recebe um número que não deve ser mostrado para ninguém.
b) Dada a ordem, cada um vai procurar o número igual e não acha.
c) Comentam-se as conclusões tiradas. Somos únicos e irrepetíveis perante ao outro.

Palavra:
Lc 15.3-7 e Salmos 8

voltar