CONSTRUÇÃO DE UMA CIDADE


Objetivo:
Reflexão sobre a realidade.

Material:
Fichas com nomes de profissões.

Como Fazer:
a) Cada participante recebe uma ficha com o nome de uma profissão e deve encarná-la.
b) Por um instante analisar a importância daquela profissão.
c) Depois da interiorização deve dizer: Vamos viajar porque aquela cidade fica distante (atitude de quem viaja no mar).
d) Depois dizer: o navio vai afundar só há um bote que pode salvar sete pessoas.
e) O grupo deverá decidir quais as profissões mais urgentes que devem ser salvas.
f) Analisar profundamente e iluminar com um texto bíblico.

Palavra:
Mt 7,26-27 e Salmos 127


--------------------------------------------------------------------------------

SENSAÇÕES DE VIDA OU MORTE


Objetivo:
Analisar a pratica e revisão de vida.

Material:
Duas velas uma nova e outra velha.

Como Fazer:
a) Grupo em círculo e ambiente escuro.
b) Eu..., tenho apenas cinco minutos de vida. Poderia ser feita em minha existência e deixar de fazer...(a vela gasta, acesa, vai passando de mão em mão).
c) Apaga-se a vela gasta e acenda a nova. Ilumina-se o ambiente.
d) A vela passa de mão em mão e cada um completa a frase: Eu..., tenho a vida inteira pela frente e o que eu posso fazer e desejo é ...
e) Analisar a dinâmica e os sentimentos.

Palavra:
Mt 6,19-24 e Salmos 1


--------------------------------------------------------------------------------

PERFUME - ROSA E BOMBA


Objetivo:
Celebração penitencial e compromisso.

Material:
Não há material, usar a imaginação.

Como Fazer:
a) O grupo deve estar em círculo.
b) Colocados, imaginariamente sobre a mesa, estão o perfume, a rosa e a bomba.
c) Um dos participantes pega inicialmente o vidro de perfume, faz o que quiser com ele e passa para o colega do lado.
d) Faz-se o mesmo com a rosa e por último com a bomba.

Palavra:
Mt 7, 7-12 e Salmos 101


--------------------------------------------------------------------------------

VALORES


Objetivo:
Reconhecer os valores e qualidades.

Material:
Cartões com valores escritos.

Como Fazer:
a) Cada pessoa recebe um cartão com um valor que ela possua.
b) Deixar um momento para a reflexão pessoal.
c) Depois cada um vai dizer se considera ter mesmo este valor ou não. E se reconhece no grupo alguém que tem o mesmo valor.
d) Só no final da dinâmica, alguns guardam para si, outros souberam reconhecer este valor em outra pessoa, outros até dividem o cartão com quem tem o mesmo valor.

Palavra:
1Cor. 12,4-11 e Lucas 1, 46-55


--------------------------------------------------------------------------------

VALORES II


Objetivo:
Ressaltar o positivo do grupo.

Material:
Folhas, canetas e alfinetes.

Como Fazer:
a) Cada participante recebe uma folha em branco.
b) Depois de refletirem um momento sobre suas qualidades, anotam na folha colocando o seu nome.
c) Em seguida prendem a folha com alfinete nas costas e andam pela sala, um lendo os valores dos outros e acrescentando valores que reconhecem no companheiro.
d) Só no final todos retiram o papel e vão ler o que os colegas acrescentaram.

Palavra:
Ef 4, 1-16 e Salmos 111


--------------------------------------------------------------------------------

A MALETA


Objetivo:
Conscientização sobre a estrutura da sociedade que reforça a defesa dos interesses particulares, não estimulando o compromisso solidário.

Material:
Uma maleta chaveada, chave da maleta, dois lápis sem ponta, duas folhas de papel em branco, dois apontadores iguais.

Como Fazer:
a) Forma-se duas equipes.
b) A uma equipe entrega-se a maleta chaveada, dois lápis sem ponta e duas folhas de papel em branco dentro da maleta.
c) A outra equipe entrega-se a chave da maleta e dois apontadores iguais.
d) O coordenador pede que as duas equipes negociem entre si o material necessário para cumprimento da tarefa que é a seguinte: Ambas deverão escrever: "Eu tenho Pão e Trabalho".
e) A equipe vencedora será a que escrever primeiro e entregar a frase para o coordenador.
f) A frase deve ser anotada no quadro ou em cartaz em letra grande e legível.

Palavra:
2Cor 9, 6-9 e Salmos 146


--------------------------------------------------------------------------------

VIRAR PELO AVESSO


Objetivo:
Despertar o grupo para a importância da organização.

Como Fazer:
a) Formar um círculo, todos de mãos dadas.
b) O coordenador propõe o grupo um desafio. O grupo, todos deverão ficar voltados para fora, de costas para o centro do círculo, sem soltar as mãos. Se alguém já conhece a dinâmica deve ficar de fora observando ou não dar pistas nenhuma.
c) O grupo deverá buscar alternativas, até conseguir o objetivo.
d) depois de conseguir virar pelo avesso, o grupo deverá desvirar, voltando a estar como antes.

Comentários:
1. O que viam? Como se sentiram?
2. Foi fácil encontrar a saída? Porquê?
3. Alguém desanimou? Porquê?
4. O que isto tem a ver com o nosso dia a dia?
5. Nossa sociedade precisa ser transformada?
6. O que nós podemos fazer?

Palavra:
Ex 18, 13-27 e Salmos 114


--------------------------------------------------------------------------------

APOIO


Objetivo:
Mostrar-lhes a importância de se apoiar no irmão.

Como Fazer:
a) O coordenador deve pedir a todos os participantes que se apoiem em um pé só, onde deverão dar um pulo para frente sem colocar o outro pé no chão, um pulo para a direita outro para esquerda, dar uma rodadinha, uma abaixada e etc.

Mensagem:
Não podemos viver com o nosso individualismo porque podemos cair e não ter força para levantar. Por que ficarmos sozinhos se temos um ombro amigo do nosso lado?


--------------------------------------------------------------------------------

ARTISTA


Objetivo:
Mostra a todos que se não tivermos Deus em nossa vida tudo fica fora do lugar.

Material:
Lápis e papel.

Como Fazer:
a) O dirigente pede para os participantes fecharem os olhos.
b) Peça a cada participante que desenhe com os olhos fechados uma:

- Casa

- Nessa casa coloque janelas e portas.

- Ao lado da casa desenhe uma arvore.

- Desenhe um jardim cercando a casa, sol, nuvens, aves voando.

- Uma pessoa com olhos, nariz e boca.

- Por fim peça para escreverem a seguinte frase: SEM A LUZ DE DEUS PAI, DEUS FILHO, DEUS ESPÍRITO SANTO, TUDO FICA FORA DO LUGAR.
c) Peça para abrirem os olhos e fazer uma exposição dos desenhos passando de um por um.

Comentário:
Sem a luz e a presença do Pai, toda obra sai imperfeita. Deus é única luz. Sem ela só há trevas.


--------------------------------------------------------------------------------

DIFICULDADE


Objetivo:
Esclarecer valores e conceitos morais. Provocar um exercício de consenso, a fim de demonstrar sua dificuldade, principalmente quando os valores e conceitos morais estão em jogo.

Como Fazer:
a) O coordenador explica os objetivos do exercício.
b) A seguir distribuirá uma cópia do "abrigo subterrâneo" a todos os participantes, para que façam uma decisão individual, escolhendo as seis pessoas de sua preferência.
c) Organizar, a seguir, subgrupos de 5 pessoas, para realizar a decisão grupal, procurando-se alcançar um consenso.
d) Forma-se novamente o grupo maior, para que cada subgrupo possa relatar o resultado da decisão grupal.
Segue-se um debate sobre a experiência vivida.

ABRIGO SUBTERRÂNEO
Imaginem que nossa cidade está sob ameaça de um bombardeio.

Aproxima-se um homem e lhes solicita uma decisão imediata. Existe um abrigo subterrâneo que só pode acomodar seis pessoas.

Há doze pessoas interessadas a entrar no abrigo.

Faça sua escolha, destacando seis somente.
Um violinista, com 40 anos de idade, narcótico viciado;
Um advogado, com 25 anos de idade;
A mulher do advogado, com 24 anos de idade, que acaba de sair do manicômio. Ambos preferem ou ficar juntos no abrigo, ou fora dele;
Um sacerdote, com a idade de setenta e cinco anos;
Uma prostituta, com 34 anos de idade;
Um ateu, com 20 anos de idade, autor de vários assassinatos;
Uma universitária que fez voto de castidade;
Um físico, com 28 anos de idade, que só aceita entrar no abrigo se puder levar consigo sua arma;
Um declamador fanático, com 21 anos de idade;
Uma menina com 12 anos e baixo QI;
Um homossexual, com 47 anos de idade;
Um deficiente mental, com 32 anos de idade, que sofre de ataques epilépticos.


--------------------------------------------------------------------------------

PESSOAS BALÕES


Objetivo:
Reflexão sobre a vivência comunitária; reflexão sobre as dificuldades em se superar críticas ou ofensas recebidas.

Material:
Um balão cheio e um alfinete.

Como Fazer:
a) O coordenador deve explicar aos participantes porque certas pessoas em determinados momentos de sua vida, se parecem com os balões:

- Alguns estão aparentemente cheios de vida, mas por dentro nada mais têm do que ar;

- Outros parecem ter opinião própria, mas se deixam lavar pela mais suave brisa;

- Por fim, alguns vivem como se fossem balões cheios, prestes a explodir; basta que alguém os provoque com alguma ofensa para que (neste momento estoura-se um balão com um alfinete) "estourem".
b) Pedir que todos dêem sua opinião e falem sobre suas dificuldades em superar críticas e ofensas.


--------------------------------------------------------------------------------

SER IGREJA


Objetivo:
Realçar a importância de cada um de nós na comunidade cristã.

Material:
Uma folha em branco para cada um.

Como Fazer:
a) Entregar uma folha de papel ofício para os participantes.
b) Pedir para todos ao mesmo tempo, movimentar as folhas e observar; todos unidos formarão uma sintonia alegre, onde essa sintonia significa nossa caminhada na catequese, e quando iniciam alguma atividade estaremos alegres e com isso teremos coragem de enfrentar tudo, quando catequizar é nossa salvação.
c) Mas no decorrer do tempo, as dificuldades aumentaram, ficamos desmotivados por causa das fofocas, reclamações, atritos etc. Com isso surgem as dificuldades, os descontentamentos.
d) Juntos vamos amassar a nossa folha para que não rasque, e voltaremos a movimentar a folha, todos juntos, verificando que não existe a sintonia alegre, agora só resta silêncio.
e) Pegaremos essa folha, colocando-a no centro da mão e fechando a mão, torcendo o centro da folha, formará uma flor.
f) Essa flor será nossa motivação, nossa alegria daqui pra frente dentro da catequese.

Comentário:
É um convite para uma esperança, para que assumamos a responsabilidade de realizar a vida. Todos nós apenas uma parcela pessoal e social, nessa construção de uma humanidade nova? Cheia de esperança e realizações.

Palavra:
Mc 3, 31 - 35


--------------------------------------------------------------------------------

O BARCO


Objetivo:
Aumentar a fé em Jesus; conscientizar o ser missionário de cada um; vestir a camisa de Cristo.

Material:
Uma folha em branco para cada um.

Como Fazer:
a) Somos chamados por Deus à vida, e esta nossa vida nós podemos representar como um barco que navega em alto mar. (fazer o barco de papel).
b) Há momentos da nossa vida que este mar se mostra calmo, mas em muitos momentos nós navegamos por entre tempestades que quase nos leva à naufragar. Para não corrermos o risco de naufragar precisamos equilibrar bem o peso de nosso barco, e para isso vejamos o que pode estar pesando dentro desse barco.
c) O barco pesa do lado direito. São as influências do mundo. Ex: Ambição, drogas, televisão, inveja, etc.
d) Vamos tirar de dentro do nosso barco tudo isso para que ele se equilibre novamente. (Cortar a ponta do lado direito do barco)
e) Navegamos mais um pouco e de repente percebemos que o outro agora é que está pesado, precisamos tirar mais alguma coisa deste barco. Deste lado do barco está pesando: egoísmo, infidelidade, impaciência, desamor, falta de oração, etc. (Cortar a ponta do lado esquerdo do barco)
f) Percebemos agora que existe uma parte do barco que aponta para cima: é a nossa fé em Jesus que nós queremos ter sempre dentro do nosso barco, esta nossa fé nós vamos guardar e cuidar com carinho para nos sustentar na nossa jornada. (Cortar a ponta de cima do barco e colocar em algum lugar visível)
g) Vamos abrir este nosso barco e ver como ficou. (Abrindo parece uma camisa)

Comentário:
a) Somos chamados por Deus à vida, e esta nossa vida nós podemos representar como um barco que navega em alto mar. (fazer o barco de papel).
b) Há momentos da nossa vida que este mar se mostra calmo, mas em muitos momentos nós navegamos por entre tempestades que quase nos leva à naufragar. Para não corrermos o risco de naufragar precisamos equilibrar bem o peso de nosso barco, e para isso vejamos o que pode estar pesando dentro desse barco.
c) O barco pesa do lado direito. São as influências do mundo. Ex: Ambição, drogas, televisão, inveja, etc.
d) Vamos tirar de dentro do nosso barco tudo isso para que ele se equilibre novamente. (Cortar a ponta do lado direito do barco)
e) Navegamos mais um pouco e de repente percebemos que o outro agora é que está pesado, precisamos tirar mais alguma coisa deste barco. Deste lado do barco está pesando: egoísmo, infidelidade, impaciência, desamor, falta de oração, etc. (Cortar a ponta do lado esquerdo do barco)
f) Percebemos agora que existe uma parte do barco que aponta para cima: é a nossa fé em Jesus que nós queremos ter sempre dentro do nosso barco, esta nossa fé nós vamos guardar e cuidar com carinho para nos sustentar na nossa jornada. (Cortar a ponta de cima do barco e colocar em algum lugar visível)
g) Vamos abrir este nosso barco e ver como ficou. (Abrindo parece uma camisa)

Palavra:
Mt 8, 23 - 27

voltar