Os Congressos Eucarísticos Internacionais

O primeiro congresso eucarístico internacional aconteceu há 125 anos na França. É o próprio Papa que escolhe a sede desses congressos e a organização prática fica por conta da Igreja do país onde ele acontece. Até hoje foram realizados 48 congressos eucarísticos internacionais. Destes, um aconteceu no Brasil (1955). Os primeiros 24 Congressos Eucarísticos internacionais não tiveram um tema geral, foram principalmente os Congressos das "obras eucarísticas": trataram da adoração, da procissão, da santa comunhão (especialmente das crianças), do Sacrifício da Missa, das associações e dos movimentos eucarísticos.

Durante o pontificado de Leão XIII aconteceram o primeiro congresso em Lille (1881); e se seguiram: Avignon (1882); Liège (1883); Friburgo (1885); Toulouse (1985); Paris (1888); Anvers (1890); Jerusalém (1893); Reims (1894); Paray-le-Monial (1897); Bruxelas (1898); Lourdes (1899); Angers (1901); Namur (1902); Angoulême (1904).

Sob as orientações de Pio X: em Roma (1905); Tournai (1906); Metz (1907); Londres (1908); Colônia (1909); Montreal (1910); Madri (1911); Viena (1912); Malta (1913); Lourdes (1914); Roma (1922).

Durante o pontificado de Pio XI aconteceram em Amsterdã (1924); Chicago (1926); Sydney (1928); Cartago (1930); Dublin (1932); Buenos Aires (1934); Manila (1937); Budapeste (1938); Barcelona (1952).

Pio XII orientou apenas dois congressos eucarísticos internacionais, sendo um no Rio de Janeiro (1955) e um em Munique (1960). João XXIII orientou o congresso em Bombaim (1964).

Paulo VI orientou o congresso em Bogotá (1968); em Melbourne (1973); na Filadélfia (1976).

João Paulo II em Lourdes (1981); em Nairóbi (1985); em Seul (1989); em Sevilha (1993); em Wroclaw (1997); em Roma (2000); em Guadalajara (2004).